27 de out de 2016

Dominei-me

x

Minha cabeça
num instante minha
n'outro
hegemônica
Estou conectado ao mundo afora
Estou ausente de consciência
Meus olhos atentos ao verbo
minha mente avulsa em tormentos
Meus olhos atentos
descansam
ao horizonte de eventos
Sou um deserto de lembranças
memórias
acontecimentos
Matrix
Rasparam-me os cabelos
o sinto
Rasparam-me a mente
nada sinto...
Tornei-me um corpo ausente de vida
de impulsos
de desejos e vontades
Atirei-me ao vazio.