23 de set de 2015

Inspiração quando vem nem sempre convêm


Ué, dissesse ‘Sou obrigado(A)?’
A respirar deve ser.
A excretar, quem sabe.
A urinar, também.
A comer, talvez.
Porque essas as únicas coisas as quais
 realmente eis obrigado(A).
O resto saiba desde já que é pura invenção do sistema e dos seus pais. 
Afinal de contas, a não ser que estejam com uma arma apontada o tempo todo pra ti você não é obrigado(A) a nada, e claro mesmo assim é escolha sua. 
Fazer a vontade da pessoa que te fez refém, já que se quisesses mesmo não fazer o que está imposto, a morte seria tua escolha, ao invés da vida de cativo(A).
Liberdade ou morte, meu amigo(A).