23 de jun de 2015

NOVELO


Sabemos que estamos emaranhados
por fios de qualidades

as tuas, nunca evidentes

as minhas, sempre salientes

Se desenrolar todo esse amor que nos cerca

nada cessa

novelo que hoje somos

nós cegos de um amor cego

fio infinito
agasalho de lampejos
abraço eterno
uma mistura única
                                                         um novelo