18 de jan de 2015

BLOCK

"E então, a máscara cai. Revelando seu coração imperfeito, e sua face devastada pela tristeza. Mas, aqueles olhos (ah aqueles olhos!) não sei mais o que pensar a seu respeito. Há ali ternura ou dureza? Parece-me ternura, pelo seu jeito sorridente, e quando nossos olhares se cruzam não há mais nada ao redor. Talvez ele não seja mesmo um anjo caído, mas sim um guardião, o meu protetor. " - Dia 02. 

{Continua...}