26 de mai de 2013

Em cada gota um pensamento...

E mais um dia se findou, o céu está nublado a lua sumiu, está em algum lugar desse imenso universo, talvez atrás de uma nuvem talvez ela esteja retraída com vergonha de mostrar a face, que pena está sempre tão linda.

 Lua cheia ou não é harmonia pura, olho para o céu e sinto meu rosto molhar com cada gota fria e gélida que tocam o meu rosto, está chovendo, encontrei na chuva um motivo para escrever, com pensamentos vagos ela me dá inspiração, em cada gota um pensamento novo surge.
E se cada gota significasse um milagre em nossas vidas? E se cada gota que molhasse a terra um coração ferido se curasse?

  O cheiro da terra molhada penetram minhas narinas e é impossível não sentir o cheiro, a terra parece dizer algo, paro em meio as minhas loucuras tentando escutá-la, mas a terra não fala, é óbvio, esperai parece que estou ouvindo algo agora, parece uma oração é ensurdecedor, ela não fala, mas expressa através de cada grão molhado, ela está agradecendo pela doce chuva que cai porque agora ela pode fazer brotar as mais belas flores e criar um belo jardim para que os sábios humanos possam se deleitar com sua beleza e glória.
A leve chuva se torna uma grande tempestade e não sinto mais uma simples gota molhar o meu rosto, é exagerado dizer, mas em minha mente é o oceano molhando a minha pele, não é água salgada, mas de alguma forma há vida em cada gota uma essência de um ser vivo que em algum lugar do mundo usufruiu de seu puro oxigênio.

 Me deleito, me divirto e danço com o som do mar que por algum motivo penetram meus ouvidos, como isso é possível?
 Como explicar a diversidade de sensações exageradas que sinto em meu ser como se eu de fato pertencesse a essa diversificada natureza? Um encaixe perfeito parece uma experiência de quase morte.
O pensamento de morte me causa forte vertigem, soa como algo proibido, silencio-me para desfrutar mais de tais sensações pergunto-me se fui até o paraíso ou se ele é que veio até mim.

 Em cada toque e em cada gota que acaricia minha pele quente uma lembrança me vem á mente de momentos felizes como se eu nunca tivesse tido um momento ruim, tento me lembrar mas também é proibido, me pergunto que lugar é esse onde a terra fala, onde a chuva traz lembranças de tempos bons, onde o oceano surge repentinamente me deixando alegre assim? O pensamento se distancia, a chuva cessa todas as sensações se suavizam, abro os olhos já tenho saudades daquele lugar percebo então que esse lugar é minha cama e que tudo afinal foi um sonho, sonho este que vou lembrar para sempre.