28 de mar de 2013

Pensamento


Em meu próprio coração esculpo uma ferida
Somente você é o remédio,
pois não há como tirar-te da minha mente
já que lembranças não podem ser apagadas da memória.
Nem há como tirar-te do meu coração
pois nele há vestígios das marcas que o cupido deixou com as flechadas. Eu rejeitava, mas ele sempre voltava.
Meus pensamentos buscam traduzir uma nova realidade
para que eu não possa sentir saudade.
Não sofrer...
não chorar...
não me magoar.