1 de mar de 2013

Padre? - Parte 4

  A missa tinha começado bem, até o momento em que um dos traficantes mais temidos da cidade aparece na porta da igreja, se ajoelha e faz o sinal da cruz. Com exceção de Padre Yuri, todos se assustam, afinal depois dos últimos dias Yuri acostumado com situações de incrível peculiaridade. Um bom exemplo ocorreu no fim de semana passado, quando ele realizou um casamento sendo um padre de apenas 16 anos. Mas voltando ao traficante, que passaremos a tratar por Luan. Ele ignora a reação das pessoas, olha fixamente para o jovem padre e o chama com um aceno de cabeça. Yuri pede licença aos fiéis que vieram assistir a missa e vai até o traficante. Saindo da igreja, o vê sentado em um banco da praça. Yuri nota que ele demonstra cansaço, mas emocional, não físico. Quando vai falar com Luan, que é apenas dois anos mais velho que ele, é surpreendido por Luan que começa a falar, com a voz cansada por uma profunda tristeza e sensação de derrota:
  - O senhor conhece Dona Lurdinha? Ela fala bem do senhor...
Yuri ainda não acostumado a ser tratado por senhor sendo tão jovem, se ajeita no banco incomodado com esse tratamento e lembra de imediato de quem o jovem fala.
  - Sim, sei bem quem é. É um senhora gentil, toda missa me traz um doce. Na verdade achei estranho não a ver aqui hoje. Você a conhece? Ela está bem?
Pondo um pé no banco e apoiado a cabeça no joelho para esconder a queda de algumas lágrimas, Luan responde:
  - Conheço, sou filho dela, e minha mãe não está bem, está de cama a beira da morte.
Yuri se surpreende com o fato de o um dos mais poderosos traficante da cidade ser filho de uma senhora tão bondosa e gentil.
  - Ela está mal, passa mais tempo dormindo que acordada. - Continua Luan - O médico disse que ela não tem muito tempo, pois na idade dela, na idade ...
Luan se entrega ao choro, Yuri compelido pela emoção abraça o jovem traficante e pergunta:
  - Há algo que eu possa fazer para ajudar?
Se esforçando para segurar as lágrimas, Luas responde:
  - Na verdade é por isso que vim falar com o senhor, ela me pediu para falar com o senhor, ela pede que o senhor a visite o quanto antes pois sabe que não tem muito tempo neste mundo ...
  - Agora? - Pergunta Yuri um tanto surpreso - Agora agora?
  - Se não for problema pro senhor.
Yuri pensa por um momento e então responde ao jovem aflito:
  - Vou com uma condição, pare de me chamar de senhor. Sou mais novo do que você. Mas me dê um momento pra mandar o pessoal na igreja pra casa.
O padre então se levanta e vai até a porta da igreja e avisa quase no grito:
  - Pessoal, lamento informar, mas, a missa acabou! Tenho de ajudar uma pessoa com urgência pessoal, sinto muito, podem ir todos para casa.
Yuri espera todos saírem, apaga as luzes da igreja e a tranca, então volta até Luan.
  - Luan, posso pedir um favor? Tem como você me deixar em casa depois de eu ir ver sua mãe?


Fim da 4ª parte