23 de jan de 2013

The Rock Boys

         A música tem me inspirado, a acreditar que amores podem existir num piscar de olhos, que a vida pode ser melhor ao amar, como a vida era bela antes, mas, também, nos momentos difíceis nos ajuda a superar. É com isso que começo essa história, que é narrada por Ruan, o vocalista.
        Eramos uma turma de jovens, que, sobretudo, tinham o rock no sangue. Seus nomes eram Gustavo, Eu, Yago e André. Tinham uma banda chamada '' The Rock Boys'', que não era uma banda conhecida nem mundialmente, muito menos na cidade, mas, quem ouvia adorava... Num certo dia, num ensaio na garagem minha garagem, apareceu Carolina, também rockeira, encantou à todos, inclusive, a mim. Adorei o que vi, me encantei com a camisa do Guns e sua calça de couro com spykes espalhadas por seu envolto. Era uma mistura misteriosa de sensualidade e preto. E estava vindo em minha direção. 
        Seus olhos eram de um olhar misterioso, profundo, penetrante, como órbitas negras em sua íris ocular. Cabelo liso, negro, com mais ou menos 1m 70 cm, de pura formosura. Seu rosto impressionara todos que a viam.
   - Oi- disse ela.
   - Oi- Respondi-
   - Meu nome é carolina, sou fã de vocês, mas especialmente você, Ruan.
   - Quer um autógrafo?
   - Um encontro.-
   - Sim, e quando?
   - Amanhã-
   - As sete?
   - As nove.
   - Te vejo amanhã.
        As horas passavam e a aflição não parava. Já era quase nove, e eu, ansioso, já estava esperando por ela. Era minha visinha e também muito ansiosa, já estara pronta então às 20:55h recebo uma ligação, e era dela. Eles sairam naquele minuto, mas ela não deixou que eles fossem tocados. Foram para a pizzaria, num suspiro roubei um beijo dela. Neste mesmo momento, me deu um tapa na cara e outro beijo, mas novamente ela não deixou que suas mãos fossem tocadas.
      Comeram uma pizza e voltaram sozinho a pés, para suas casas, e também foram assaltados, um cara de capuz, que os encurralou-nos em um beco escuro...


CONTINUA