23 de nov de 2012

Surpresas da noite

  Já era tarde da noite, Fernando e seus amigos vinham por uma rua perto de um matagal, quando uns barulhos estranhos são ouvidos. Fernando entra no matagal pra investigar, mas o tempo passar e nada dele voltar ou ao menos dar sinal de vida, seus amigos chamam por ele mas não obtém resposta. Então um dos amigos resolve estrar no matagal atras dele, mas quando esse amigo dá o primeiro passo em direção ao matagal, todos ouvem um assobio, o assobio de uma música macabra.
  Então surge alguém puxando um corpo, o de Fernando, todo sujo de sangue, esse alguém trajado de Coringa, mas a maquiagem levemente estragada pelo sangue de Fernando, assim como seu terno roxo, salpicado de rubro. Com a aparição, começam os gritos e choro, os amigos de Fernando ficam tão assustados que nem fugir conseguem,  o maníaco se aproxima deles brincando com uma faca entre os dedo, e quando chega bem próximo  dando de se sentir o hálito dele, a criatura desata a rir. Eles não entendem nada, e quase tem um infarto quando a conhecida risada de Fernando se junta a dele. Então o medo de uns aumenta e o de outros, que percebem tudo, é substituído por raiva, por raiva dos dois idiotas a suas frentes, eles percebem que tudo não passou de uma pegadinha, e esses vão pra cima, querendo estrangular os dois palhaços, mas então o Fernando tomamo folego fala:
  - Perdão, mas tínhamos de dar o troco pelo o que vocês aprontaram no ano passado.
O pessoal se acalma, percebe que foi só brincadeira, o troco pelo susto macabro anterior, então desatam a rir sentando-se no chão e deixando o coração voltar ao normal, afinal, não é sempre que se recebe essas surpresas da noite.